Aposentadoria Especial para todos na REDUC
Maio 31, 2019
Trabalhador não negocia com patrão
junho 6, 2019

Lutar pela AMS

Desde que a Resolução 23 da CGPAR saiu, a FUP e seus sindicatos vêm alertando:a única garantia é manter a AMS no Acordo Coletivo de2019.

E nossa leitura estava correta! A Petrobrás, na meia noite de sexta, dia 24, pra sábado, 25 de maio de 2019, apresentou sua contraproposta de Acordo Coletivo, aplicando a Resolução 23 à AMS (Cláusula 28 da Contraproposta). Ficou registrada a intenção de empouco tempo padronizaro custeio em 50/50, acabando com os atuais 30 (trabalhadores) / 70 (empresa).

A FUP e seus sindicatosfizeram vários outrosalertas de que o Golpe e o Governo Bolsonaro fariam isso. Mas não só alertamos!Participamos da denúncia daResolução 23, como mais um atentado contra a liberdade sindical, e essa denúncia gerou inquérito no Ministério Público do Trabalho, o qual está em andamento. Mas sem ilusões!

A LUTA É NOSSA!

Não adianta correr e aposentar. Mesmo os já aposentados podem ser afetados por um acordo que reflita a vontade de Bolsonaro. E, sem acordo, essa “vontade” pode até ser imposta unilateralmente.

Você, já aposentado, pode acordar um dia com o desconto de 100% de seu custo de uso da AMS no contracheque. E isso num cenário em que a Petros esteja sob intervenção do Paulo Guedes, e seu INSS congelado sem reajuste, para sempre, pela Reforma da Previdência.

A única saída é um bom acordo! E só haverá um bomacordo se você se mobilizar!