Rocha e Filho se recusa a negociar ACT para trabalhadores e assume postura antissindical

No carnaval e em todos os dias do ano, não é não!
fevereiro 9, 2024
Doe e ajude a comunidade do Amapá, em Duque de Caxias
fevereiro 9, 2024

Rocha e Filho se recusa a negociar ACT para trabalhadores e assume postura antissindical


Trabalhadores relatam assédio moral para forçar desfiliação

Desde dezembro de 2023 a empresa Rocha e Filho interrompeu as negociações com o Sindipetro Caxias acerca do Acordo Coletivo de Trabalho. Na última semana de janeiro deste ano (2024), a gestão iniciou uma campanha de assédio entre os trabalhadores a fim de forçar uma desfiliação com o Sindicato.

Diante dessa prática antissindical e postura intransigente da empresa, o Sindipetro Caxias está tomando as medidas legais cabíveis. Assim, foi protocolada denúncia junto ao Ministério Público do Trabalho a respeito da campanha de assédio da gestão da Rocha e Filho sobre os trabalhadores – a qual deverá ensejar a abertura de um Inquérito por parte do MPT para investigar a prática da empresa.

O Sindipetro Caxias também ingressou junto ao MPT com uma Representação requerendo uma MEDIAÇÃO entre as partes promovida pelo Ministério Público do Trabalho. O objetivo é fazer com que a Rocha e Filho retorne à mesa de negociação.

Essas iniciativas jurídicas se somam às assembleias, aos boletins e às mobilizações na base para conseguir que os trabalhadores da Rocha e Filho conquistem um ACT que valorize o trabalho e preserve os direitos da categoria.

Sindipetro Caxias | 09/02/2024